Fazer as coisas certas é mais importante do que fazer as coisas direito.
Peter Drucker
Gestão eficiente raramente acontece sem o suporte de algum método. As vezes, a experiência do CTO em cenários semelhantes ao que está gerenciando permite que ele “requente” soluções e, algumas vezes, melhore a condição da empresa de maneira puramente intuitiva. Entretanto, na maioria dos casos, gestão sem método resulta em imprevisibilidade, aumentando os riscos para o crescimento das organizações.
0
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Uma excelente proposta de método de gestão foi feita pelo professor Vicente Falconi, no excelente livro “O Verdadeiro Poder”, e está resumido na figura abaixo.

A proposta do professor Falconi consiste no uso disciplinado de PDCA e SDCA na rotina de execução, como forma de maximizar resultados, otimizando métricas e batendo metas.

Usando PDCA para implantar mudanças

O ciclo PDCA, embora não seja novo, é bastante eficiente. Ele direciona para implantação de melhorias de maneira incremental e contínua. Seu fundamento está na execução cíclica de atividades de planejamento, execução, verificação e adaptações. Trata-se de uma excelente “receita de bolo” para como conduzir mudanças em qualquer nível de gestão, incluindo em c-level.
0
Você utiliza PDCA? Compartilhe sua experiênciax

PDCA (do inglês: PLAN – DO – CHECK – ACT ou Adjust) é um método iterativo de gestão de quatro passos, utilizado para o controle e melhoria contínua de processos e produtos. É também conhecido como o círculo/ciclo/roda de Demingciclo de Shewhartcírculo/ciclo de controle, ou PDSA (plan-do-study-act). Outra versão do ciclo PDCA é o OPDCA, onde a letra agregada “O” significa observação ou como algumas versões dizem “Observe a situação atual”. Esta ênfase na observação e na condição atual é utilizada frequentemente na produção enxuta (Lean Manufacturing / Toyota Production System) do Sistema Toyota de Produção. (Wikipedia) 

Uma vez que o CTO tenha estabelecido um conjunto coerente de métricas, acompanhando sistematicamente os resultados obtidos, terá condições de estabelecer metas de melhoria que se materializem em resultados para a organização, atuando como líder em transformações ou ajustes, para isso, pode usar PDCA.

Metas audaciosas invariavelmente levam a mudanças na forma como o time funciona. Por isso, precisam ser planejadas, exatamente como proposto no PDCA. Tais iniciativas, geralmente, demandam aquisição de conhecimento, muitas vezes promovendo para o grupo algo que poucos sabem, outras vezes buscando ajuda externa de consultorias especializadas.
1
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Todo processo de planejamento é, também, um processo de aprendizagem (Falconi)

Melhorar a frequência de deploy – uma das métricas que recomendo acompanhamento e otimização -, implica na automação dos processos de build, intensificação na escrita e execução de testes automatizados e muito mais. As vezes, existe conhecimento “em casa” para adotar uma nova prática, apenas não disseminado. Outras vezes, é necessário buscar o conhecimento fora.

Além de planejar, executar corretamente é essencial. É importante que as pessoas sejam treinadas e incentivadas a fazer as coisas do jeito certo – como já sabemos, o líder tem papel fundamental nisso.
0
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Finalmente, é importante verificar, nas métricas, se as metas foram atingidas ou, pelo menos, estão mais próximas. Ajustes necessários devem ser identificados retomando, do início, os movimentos de planejamento, execução e validação.

Usando SDCA para previsibilidade e eficácia

Processos estabelecidos, com eficiência demonstrada por métricas, sempre podem ser aperfeiçoados para melhorar previsibilidade, continuidade e, claro, custos menores. Isso pode ser feito com esforços de padronização suportados por ciclos SDCA.
0
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

A diferença fundamental de PDCA para SDCA é que a segunda dá ênfase a busca por oportunidades de padronização durante o planejamento. Ou seja, fazer o que é já é feito, mas de maneira mais eficaz.

Uma das ferramentas utilizadas em decorrência do SDCA é o treinamento o time. Quanto mais treinadas as pessoas forem, menos tempo e esforço precisam para seguir os processos, reduzindo bastante as chances de “boicotes” na operação. Quanto mais forem treinadas sobre a escrita de testes, por exemplo, menos dificuldade têm para escrever mais testes certos, do jeito certo.
0
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Todo esforço de padronização gera “memória corporativa” que, além de reduzir a quantidade de esforço cognitivo das pessoas para execução do trabalho, gera menos interrupções melhorando a agilidade e a eficácia.
0
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Da mesma forma que ocorre com a implantação de processos novos, todo esforço de padronização implica em algum planejamento, execução e verificação dos impactos nas métricas. Caso ocorra alguma distorção, é importante que se atue de maneira consistente para que ajustes sejam feitos no melhor tempo possível, retomando, também do início os movimentos de planejamento, execução e validação.

Tratando anomalias

Todo gestor é, em resumo, um revolvedor de problemas. Alguns problemas são bons, como, por exemplo, aqueles relacionados a melhorar resultados das métricas que ajuda o time e a empresa a “bater metas”. Outros problemas são ruins, como, por exemplo, quando é necessário “apagar um incêndio” causado por alguma anomalia ou exceção.
2
Você concorda com essa afirmação? Há algo a ponderar aqui?x

Em engenharia de software, um bom exemplo de anomalia, é a quebra, em produção, gerada por um deploy feito as pressas para atender uma “demanda urgente” de um cliente. O CTO precisa reconhecer as anomalias e conduzir iniciativas estruturantes para garantir redução dos impactos.

Não raro, anomalias mais graves devem servir como gatilho para revisões mais profundas de processos, através de ciclos PDCA.

Antes de avançar …

Antes de continuar para o próximo capítulo, proponho as seguintes reflexões:

  1. O CTO de sua organização, podendo ser você ou outra pessoa, utiliza algum método disciplinado para gestão ou toma decisões impulsivas?
  2. Seu time tem clareza sobre quais são as métricas que estão sendo observadas? Você consegue estabelecer relação entre iniciativas estruturantes e a melhoria dessas metas?
  3. Como são conduzidas as ações de padronização em sua organização?

Referências bibliográficas

FALCONI, Vicente. O Verdadeiro Poder. Nova Lima: Falconi Consultores de Resultado, 2009

WIKIPEDIA. Ciclo PDCA. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ciclo_PDCA. Acesso em: 11 abr. 2021.

Compartilhe este capítulo:

Compartilhe:

Comentários

Participe da construção deste capítulo deixando seu comentário:

Inscrever-se
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Feedbacks interativos
Ver todos os comentários
Frederico Caram
Frederico Caram
2 anos atrás
Feedback no conteúdo deste capítulo Metas audaciosas invariavelmente levam a mudanças na forma como o time funciona. Por isso, precisam ser planejadas, exatamente como proposto…" Ler mais »

Acho importante acrescentar que as metas também devem estar alinhadas aos objetivos estratégicos da empresa para se certificar que toda a empresa está seguindo na mesma direção. Importante também salientar que metas mal definidas podem impactar negativamente no time ou mesmo na companhia, causando competição entre diferentes áreas ou individuos, principalmente quando estas estão vinculadas a premiações, como participação nos lucros …

Frederico Caram
Frederico Caram
2 anos atrás
Feedback no conteúdo deste capítulo Todo gestor é, em resumo, um revolvedor de problemas. Alguns problemas são bons, como, por exemplo, aqueles relacionados a melhorar…" Ler mais »

Seria interessante também ponderar a importância de atuar na causa e não no problema, alguns métodos que o próprio Falconi sugeria eram o diagrama de Ishikawa e os 5 porquês.

Carlos Mattos
Carlos Mattos
2 anos atrás
Feedback no conteúdo deste capítulo Todo gestor é, em resumo, um revolvedor de problemas. Alguns problemas são bons, como, por exemplo, aqueles relacionados a melhorar…" Ler mais »

Apenas uma observacao, a frase em destaque a palavra ‘revolvedor’ seria ‘resolvedor’ ou ‘solucionador’ de problemas.

ElemarJúnior

Fundador e CEO da EximiaCo, atua como tech trusted advisor ajudando diversas empresas a gerar mais resultados através da tecnologia.

Mentorias

para arquitetos de software e executivos

Elemar atua há mais de 20 anos desenvolvendo software de classe mundial e liderando times de tecnologia de alta performance. Conheça o programa de mentoria.

ElemarJúnior

Fundador e CEO da EximiaCo, atua como tech trusted advisor ajudando diversas empresas a gerar mais resultados através da tecnologia.

TECH

&

BIZ

-   Insights e provocações sobre tecnologia e negócios   -   

55 51 9 9942 0609  |  me@elemarjr.com

55 51 9 9942 0609  |  me@elemarjr.com

bullet-1.png

51 99942 0609  |  me@elemarjr.com

3
0
Quero saber a sua opinião, deixe seu comentáriox
()
x